Consultre

Capacitação técnica e excelência: palavras de ordem para os servidores públicos

Hoje, 28 de outubro, comemoramos o Dia do Servidor Público, data que deve ser lembrada e celebrada, pois estes profissionais se empenham para que os serviços sejam prestados de maneira adequada a toda população.

O mercado tem exigido cada vez mais qualificação dos profissionais e tais exigências não excluem os funcionários públicos. Atualmente as instituições públicas tem se preocupado muito em motivar os seus colaboradores a se adequarem a estas demandas.

Só o Estado do Espírito Santo possui atualmente mais de 62.000 servidores públicos, entre efetivos, comissionados e de designação temporária. “Estamos vivendo um período em que não se admite que o serviço público não seja de excelência. Sendo necessária a entrega de serviços de qualidade e com respeito aos cidadãos”, afirmar o secretário de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Pablo Rodnitzky.

Rodnitzky ainda destaca que neste contexto, o Governo do Estado vem implementando uma estratégia de valorização e reconhecimento dos servidores públicos, pautada nos aspectos meritocráticos para desenvolvimento e evolução na carreira.

De pai para filho

Para o servidor Mauro Ribeiro, que é funcionário público há 27 anos, trabalhar no serviço público é muito gratificante.

“O meu pai era Fiscal da Fazenda e dedicou toda a sua vida ao serviço público, foi graças ao seu grande incentivo que decidi seguir o seu exemplo e também fazer concurso para me tornar um servidor”, relata Mauro.

Segundo Mauro o trabalho do servidor público muitas vezes não é devidamente valorizado, entretanto a categoria se sente extremamente feliz, pois sabe que grande parte do cotidiano do cidadão está transcorrendo bem graças a atuação destes profissionais.

“Atuamos diretamente no dia a dia da população e nos sentimos felizes por podermos atender a todos nas suas mais variadas demandas”, afirma.

Nova geração

A jovem Marcelle Pereira Nascimento, Técnica da Ceturb (Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória), desde 2010, se diz orgulhosa de ser servidora pública. “Alcançar um cargo público é uma tarefa muito difícil e ser agente público nos imputa imensa responsabilidade, nos servidores dedicamos o nosso melhor e somos a ligação entre o poder público e a sociedade. Acredito num novo perfil de funcionário público, mais qualificado e mais consciente de sua importância”, destaca Marcelle.

Marcelle é categórica ao dizer o porquê de ter tomado a decisão de ingressar na carreira pública. “Para mim a estabilidade oferecida pelo setor é uma forma democrática de se alcançar uma boa colocação no mercado de trabalho, já que o concurso público dá igual condição de disputa para qualquer um”, pondera.

Tanto Mario quanto Marcelle são enfáticos ao afirmarem, que investir em qualificação profissional tem que ser uma das prioridades dos servidores. “Quero estudar mais, me qualificar para disputar um cargo melhor, com melhor remuneração dentro da administração pública. Sei que a dedicação é a chave do sucesso e eu quero construir uma carreira com estes pilares”, finaliza Marcelle.

Crescimento Profissional

Uma das melhores formas de construir uma carreira pública sólida é focar na capacitação profissional.

É por meio da qualificação e desenvolvimento dos servidores, que a sociedade será beneficiada e colherá os resultados gerados por profissionais motivados e bem qualificados.

Rodnitzky informa que não há obrigatoriedade para que os servidores participem de cursos e treinamentos, entretanto pode acontecer de o gestor imediato indicar o servidor para fazer um curso relacionado à área em que atua ou o próprio servidor fazer essa solicitação, o secretário ressalta que a capacitação poderá ser utilizada pelo servidor quando ele for concorrer à promoção ou receber progressão salarial.

“A capacitação é uma forma de valorizar os servidores e, consequentemente, influi no rendimento deles na função e no serviço prestado ao cidadão, além de contribuir como estratégia de desenvolvimento individual e das equipes, possibilitando ao servidor ter acesso a instrumentos de evolução na carreira, tais como, promoção e progressão”, conclui Rodnitzky.

28 de outubro de 2014
Desenvolvido por Phidelis